Voltar Página

AUTONOMIA E INTERDEPENDÊNCIA EM FAMÍLIAS DO RIO DE JANEIRO

Esse projeto resulta de estudos desenvolvidos por esse grupo em colaboração com outros pesquisadores em rede nacional. É continuidade do projeto A construção do self em contextos de socialização distintos. O foco continua o desenvolvimento do self e as trajetórias de autonomia, interdependência e autonomia relacional. Entretanto, o conjunto de investigações aqui realizadas é ampliado nos seguintes aspectos: (a) o estudo de crenças maternas em trajetórias de socialização inclui sistemas de crenças em famílias, e de outros cuidadores, além de mães e pais; (b) a faixa do ciclo vital contemplada se alarga, incluindo adolescentes e jovens; e (c) novos instrumentos são adaptados e desenvolvidos.

Além de ser considerado de grande relevância teórica e empírica, o estudo da construção da subjetividade na ontogênese e as dimensões de autonomia e interdependência nessa construção tem implicações para programas de promoção de saúde na psicologia e na educação. As transformações decorrentes de processos de urbanização em sociedades pós-industriais têm levado a uma crescente valorização da autonomia e da independência em grupos culturais. Embora essa tendência tenha inegáveis aspectos positivos, pensamos que os diversos problemas decorrentes dessa urbanização e da vida em grandes cidades poderiam ser beneficiados do desenvolvimento de indivíduos solidários, cooperativos e comprometidos com a coletividade, próprios de um self interdependente.

Estão definidos nesse projeto dois estudos empíricos, além do seguimento de estudos teóricos. Nesses, buscar-se-á articular a literatura sobre conjugalidade, intersubjetividade no laço conjugal, arranjos familiares contemporâneos, transmissão geracional e transição para a vida adulta aos estudos sobre trajetórias de socialização, autonomia, interdependência e construção do self, além de aspectos específicos de “envelope narrativo” (segundo definido por H. Keller) e o papel da empatia e das emoções no desenvolvimento.


Objetivos do Estudo:

Estudo 1: Autonomia e interdependência em famílias com jovens do Rio de Janeiro

Objetivo Geral: Analisar a dinâmica de valorização de autonomia e interdependência em famílias com filhos jovens (em transição para a idade adulta) do Rio de Janeiro.

Objetivos Específicos:
  1. Validar instrumento de avaliação de crenças sobre autonomia e interdependência para uso com população do Rio de Janeiro.

  2. Analisar as diferenças transgeracionais em relação à valorização de autonomia e interdependência e a relação com os escores dos filhos nesses aspectos.

  3. Analisar as relações entre conjugalidade e a valorização de pais e mães de autonomia e interdependência.

  4. Analisar os aspectos enfatizados por mães, pais e avôs na descrição de seus filhos/netos em relação a trajetórias de construção do self diversas.

  5. Analisar as relações entre empatia de pais e filhos e a valorização de pais e mães de autonomia e interdependência.
Estudo 2: Autonomia e interdependência em três perfis de cuidadoras do Rio de Janeiro

Objetivo Geral: Analisar a dinâmica de valorização de autonomia e interdependência dos diferentes perfis de cuidadores de crianças na cidade do Rio de Janeiro.

Objetivos Específicos:
  1. Analisar as possíveis diferenças entre os cuidadores em relação à valorização de autonomia e interdependência e a relação com os escores das crianças nesses aspectos.

  2. Analisar os aspectos enfatizados pelos diferentes cuidadores (mães, avós, babás e cuidadoras de creche) na descrição da criança em relação a trajetórias de construção do self diversas.

Voltar Página